quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Estado Vibracional - Psicossoma Invisível


Data e Hora: 30-08-2015 15:00hs
Método: Casual
Estado Emocional: Cansado


Nessa tarde de domingo estava muito cansado. Joguei basquete de manhã e havia acabado de almoçar. (Nota: antes do almoço tomei 2 latinhas de cerveja pois sinto muita vontade de líquido após uma atividade física e como já estava com a ideia de dormir me senti no direito). Deitei no sofá com minha esposa e dormi, apaguei profundamente, mas não antes de colocar o celular para despertar daquele momento a 1 hora(14:30hs).
Acordei com o alarme, desliguei o mesmo e voltei a cochilar. Depois de alguns instantes senti um estalo e forte EV(estado vibracional).
Acredito que os EV's que alcanço atualmente tem patrocínio total de amparadores extrafísicos, visto que que faz poco tempo que comecei pra valer os exercícios de relaxamento e MBE(movimentação básica das energias). Há relatos de pessoas que com pouco tempo ou nenhum de exercício chegam ao EV, sinceramente não sei responder ao certo.
Como minha intenção inicial era de realmente de descansar, acredito que algum amparador aproveitou meu estado e me induziu ao EV.
Nota 2: Antes de almoçar li um conteúdo sobre EV do César Machado.
No momento que tive a consciência do EV deixei esse estado tomar conta de meu corpo, sem medo ou receio. Abri meus olhos extrafísicos e estava exatamente na posição que havia deitado, ou seja, estava preso ao corpo pela catalepsia projetiva. Antes de começar a estudar Projeção astral, durante toda a minha vida, tinha muito medo desse estado, pois geralmente não se consegue movimentar.
Como agora sei que a catalepsia é perfeitamente normal e precede a projeção, fiquei muito feliz e com o intuito de aproveitar a experiência. Senti que conseguia mexer meus braços e minhas pernas extrafísicas, mas minha cabeça ainda estava acoplada ao corpo físico. E mesmo mexendo os membros não os enxergava, conseguindo ver somente meu corpo físico e o ambiente físico, incluindo minha esposa, que estava dormindo na minha frente.
Mexi com ela com meu braço extrafísico e escutei ela reclamando. O que me impressionou muito foi que, mesmo o dia estando ensolarado e sem vento, no momento da projeção eu escutava um vento uivante como se estivéssemos no Outono. Não escutava o som da TV, que estava ligada, mas deve ser pelo vento, que tomou toda minha atenção auditiva.
Tentei levantar, sem sucesso. Não insisti e fiquei curtindo dali mesmo. Pensei: "O que mais posso experimentar?". Então lembrei da minha falecida avó materna(que esteve inclusive presente em minha última projeção) e fixei minha mente nela. Apareceu na minha frente uma foto "3x4" em preto e branco da minha avó, como um holograma. Impressionante...!
Essa foto ficou na minha frente e conseguia ver perfeitamente o restante do ambiente. Decidi(me arrependi depois) acordar, até pra testar o retorno lúcido ao corpo físico. Me concentrei, abri os olhos e ainda estava projetado. Concentrei novamente e consegui acordar no corpo físico. Olhei no relógio e era 15:00hs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário