quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Relato de Amparo e Ajuda no Físico - Para Pensar


Ontem(26/10/2016) estava no Ceagesp aqui da cidade com minha esposa. Em um dado momento nos assustamos com um senhor  que passou mal e caiu em cima de um carrinho de bebê, com um bebê dentro. Foi assustador em dois sentidos, primeiro porque o homem estava sem sentidos quando caiu, o que fez a cabeça dele dar de chapa no chão duro. Segundo pela criança que estva no carrinho, pois o homem tinha aproximadamente minha altura(1,91cm) e muito mais pesado.


Percebemos que a criança estava bem, estando chorando só pelo susto, então pudemos nos concentrar em ver como estava o homem. Logo ele já recobrou a consciência e demonstrou que estava relativamente bem, dizendo que havia sumido seus sentidos. Ele estava acompanhado da esposa que estava aflita. Enquanto uma mulher providenciou um abanador e estava movimentando ar para o sujeito minha esposa e eu fomos buscar água.
O homem tomou água, se equilibrou, agradeceu e foi embora com a esposa após dizer que estava tudo bem. Me senti bem com esse acontecimento, visto que tratamos esse homem como eu gostaria que alguém tratasse meu pai na mesma situação, ou até mesmo eu. Parece bobagem e coisa simples, mas se déssemos mais valor às pessoas em qualquer situação a vida seria bem melhor.
Muitos somos os espiritualistas que buscamos Paz e Luz fora do corpo, mas temos que primeiramente ficar bem aqui, dentro do corpo carnal. Lá fora, agora e depois que desencarnarmos, é só um reflexo do que somos e sentimos. Não esperemos primeiro morrer e depois acertar as contas com nossa consciência.

Muita Paz e muita Luz a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário